Programa

O Manhattan Connection estreou em 1993 e é o mais antigo e bem sucedido programa da história da televisão paga brasileira. Seu criador é Lucas Mendes, que começou gravando o MC em New York com as participações de Paulo Francis, Caio Blinder e Nelson Motta na frente das câmeras e com as de Angélica Vieira e Lúcia Guimarães nos bastidores.

Paulo Francis morreu no início de 1997 e seu lugar no programa foi ocupado por Gerald Thomas e outros convidados especiais até ser passado de forma definitiva para Arnaldo Jabor, que gravava o Manhattan Connection em um estúdio no Rio de Janeiro.

Em 2001 Nelson Motta deixou o Manhattan Connection. Seu lugar foi ocupado por Lúcia Guimarães, que logo depois passou a entrar somente no último bloco apresentando e conversando sobre sua matéria semanal de arte e cultura.

A temporada de 2003 trouxe dois novos integrantes para o programa: Ricardo Amorim e Diogo Mainardi (este assumindo o lugar de Jabor no Rio de Janeiro).

Em outubro de 2008 Lúcia Guimarães saiu do Manhattan Connection e alguns convidados foram recebidos para participações no último bloco. Um deles foi Pedro Andrade, que acabou ficando com o lugar da jornalista. Na mesma época, Ricardo Amorim voltou a morar no Brasil e passou a gravar o Manhattan Connection no estúdio carioca ao lado de Diogo Mainardi.

Em 2010, Diogo se mudou para Veneza, fazendo de lá sua participação no programa. No final deste mesmo ano, o canal GNT, que exibiu o Manhattan Connection desde sua estreia, anunciou a mudança do MC para a Globo News a partir de janeiro de 2011.